PORNatalia Roseira
Jornalista

DATA12 de Maio de 2021

COMPARTILHE

Ciências

Trabalho aborda inclusão digital de idosos

Reprodução TV Brasil/Agência Brasil
Artigo que estuda aplicação de lei foi apresentado em Portugal

Desde 2019, a legislação brasileira prevê, a partir do decreto 10.133, uma série de orientações em relação à inclusão digital da pessoa idosa, como uma medida de promoção do envelhecimento ativo e saudável. A lei, que prevê a criação de centros nas cidades, visando a educação da pessoa idosa com a utilização dessas ferramentas digitais, bem como a utilização de mecanismos de fiscalização, e programa de capacitação de profissionais para atender esses objetivos foi tema de artigo apresentado no V Congresso Internacional de Direitos Humanos de Coimbra.

O trabalho foi feito pela estudante Tatiana Tomie Onuma, mestranda do Programa de Pós-graduação em Direito (PPGD) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e contou com a co-autoria do professor  Marcelo Antonio Theodoro.

A estudante explica que ambos os autores fizeram uma análise do conteúdo normativo que visava esse envelhecimento ativo e saudável ,“tendo em mente que envelhecimento ativo e saudável é justamente a ideia de que esse envelhecimento, o ato de envelhecer não é apenas um processo biológico mas também um fenômeno social, político e cultural”, acrescenta.

Ainda segundo Tatiana Onuma, por conta dessa questão eles não fizeram apenas uma análise do conteúdo da lei, ou seja, da leitura dos artigos, mas também uma análise da realidade social brasileira. “A gente percebeu que antes da gente falar em inclusão digital da pessoa idosa é preciso estar ciente da discriminação social sofrida pelas pessoas mais velhas, o que muitas vezes acaba excluindo elas desse ambiente tecnológico antes que elas tenham a chance de ser inseridas”, afirma.

A mestranda fala que uma das primeiras conclusões da pesquisa é a importância do reconhecimento de que não se está fazendo um favor a população idosa ao incluí-los digitalmente na atual sociedade tecnológica.  Na avaliação feita por meio da pesquisa observou-se o contrário. “Deve-se pensar no aperfeiçoamento coletivo de toda sociedade pela implementação de medidas que buscam a equidade, a liberdade, e a igualdade em sociedades que pretendem ser democráticas ou se dizem ser democráticas”, diz.

A estudante alerta ainda que essas políticas de inclusão digital  devem visar mais a capacitação, e a educação no uso das ferramentas, para que os idosos possam exercer sua autonomia no uso das mesmas e que  possam utilizar tais ferramentas no seu dia a dia de uma forma segura. Ainda segundo a mestranda,  inclusão digital não significa dar um celular, dar um tablet, dar um computador para o idoso. Muito além disso: significa retirar os entraves discriminatórios para que eles possam interagir digitalmente no ritmo que escolherem, da forma que eles optarem.

A advogada e mestranda está em Portugal fazendo  o intercâmbio institucional denominado sanduíche. Segundo Tatiana Onuma,  a mobilidade acadêmica na Universidade de Coimbra foi resultado do seu esforço, da pesquisa, da investigação, e apresentação do trabalho.

A Universidade de Coimbra (UC) é uma instituição portuguesa de ensino superior com mais de 700 anos de experiência em educação, formação e investigação. Hoje,  conta com oito Faculdades e mais de 22 mil alunos e no ano passado  foi considerada a melhor instituição em Portugal e a única no top 20 mundial (17.º lugar) no cumprimento do indicador Saúde e Bem-Estar, o terceiro Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU, de acordo com a segunda edição do ranking “The University Impact Rankings”, do Times Higher Education.


TAGS:

Fique sempre informado com as principais notícias da UFMT.

Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78605-091

(66) 3402-0701

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Residencial Cidade Jardim - Sinop - MT
CEP: 78550-728

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Contribua com o desenvolvimento do novo portal. Sua opinião é muito importante!