PORLiz Brunetto
Bolsista, com supervisão da Gerência de Imprensa

DATA01 de Outubro de 2020

COMPARTILHE

Ciências

Pesquisadoras da UFMT integram trabalho nacional

Cartilha “De Olho na Tuberculose” está disponível em português, espanhol e warao
Cartilha “De Olho na Tuberculose” está disponível em português, espanhol e warao Reprodução
Ação é voltada para auxiliar planos de atenção à saúde dos migrantes

Pesquisadoras da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Câmpus de Sinop, participaram do desenvolvimento da cartilha educativa “De Olho na Tuberculose”, disponível em português, espanhol e warao. O material integra ação de recrutamento da população para a pesquisa nacional “Tuberculose e migrantes nos países dos BRICS: o caso do Brasil”, e está sendo distribuído nas cidades participantes do estudo e pelas redes sociais.

“A cartilha foi elaborada com o intuito de alertar as pessoas, principalmente os migrantes dos sinais, sintomas e do tratamento da tuberculose. A gente busca atingir um grande grupo da sociedade e por meio de uma forma e um linguajar simples possibilitar o diagnóstico precoce”, explica a professora Rosângela Guerino Masochini, uma das organizadoras.

De forma ilustrativa e lúdica, adotando o emprego de dois personagens, o Super Coquetel e o Bacilo de Koch, um representando o tratamento medicamentoso e o outro a bactéria causadora da doença, o material desvenda página a página a tuberculose e orienta os leitores sobre o tratamento. Na parte final, a cartilha explica sobre a pesquisa desenvolvida e a participação voluntária, com a possibilidade de desistência a qualquer momento.“É uma doença milenar infecto contagiosa que ainda acomete muitas pessoas em todas as faixas etárias e classes sociais. É importante, mesmo estando no século 21 falar sobre o assunto, pois se não tratada pode evoluir para o óbito”, alerta a profissional sobre a atenção aos sinais.

A pesquisa desenvolvida a nível nacional “Tuberculose e migrantes nos países dos BRICS: o caso do Brasil” é organizada pelo Laboratório de Epidemiologia (Lab-Epi) e a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), com a participação do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS). Está sendo implementada em Manaus (AM), Boa Vista (RR), São Paulo (SP) e Curitiba (PR).

Sua organização contempla três fases. Na primeira, será realizada a descrição epidemiológica dos migrantes residentes no Brasil e dos casos notificados de tuberculose utilizando os sistemas de informações oficiais do governo federal. Na segunda fase, um estudo para detectar a prevalência de infecção latente de tuberculose em indivíduos migrantes e as barreiras enfrentadas no sistema de saúde, relacionadas ao tratamento dessa população. A terceira é a implementação de um estudo para avaliar uma intervenção de cuidado relacionado à tuberculose em população migrante.

A expectativa é que os resultados da pesquisa possam contribuir com a elaboração de políticas locais, nacionais e globais, que orientem a construção de planos de atenção à saúde, com ênfase na tuberculose, para populações migrantes, adequando as políticas públicas às especificidades dos diversos grupos, e assim sejam capazes de atender o aumento da demanda do fluxo migratório.  “A proposta da cartilha é importante e deve ser instigada a ampliar a sua divulgação para outros estados e cidades, nós temos interesse em realizar essa divulgação aqui também, talvez uma reimpressão voltada somente para Sinop”, conclui a docente.

A cartilha educativa foi organizada pelas professoras da UFMT Rosângela Guerino Masochini e . Sonia Vivian de Jezus e os docentes Carolina Maia Martins Sales, Thiago Nascimento do Prado e Ethel Leonor Noia Maciel da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Acesse a cartilha na versão em português.



TAGS:

Fique sempre informado com as principais notícias da UFMT.

Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78607-059

(66) 3402-0701

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Setor Industrial - Sinop - MT
CEP: 78557-267

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Contribua com o desenvolvimento do novo portal. Sua opinião é muito importante!