PORHanany Cardoso
Estagiária, com supervisão da Gerência de Imprensa

DATA05 de Outubro de 2022

COMPARTILHE

Ciências

Ohmega faz parte da evolução da mobilidade elétrica no país.

A inovação da mobilidade elétrica na UFMT

A mobilidade elétrica é cada vez mais discutida na atualidade. Ela é essencial para o desenvolvimento sustentável das cidades, garantindo melhor qualidade de vida e deslocamento para a população, desta forma ao longo das últimas décadas o mundo inteiro vem tomando medidas para a redução de Gases de efeito estufa. A Universidade do Mato Grosso (UFMT)  contribui nessas questões geradas nos últimos tempos, dispondo do Grupo de extensão e pesquisa Ohmega composto por discentes do curso de Engenharia  Elétrica que conta como objetivo promover a mobilidade elétrica.   

A ideia do Grupo surgiu através da necessidade de proporcionar oportunidades e desenvolvimento de projetos aos estudantes do curso de Engenharia Elétrica, a partir da prática dos conceitos adquiridos no decorrer da graduação. Além do relacionamento com os estudantes, o Ohmega busca analisar e promover diálogos com intuito de  sondar novas oportunidades de negócios, como também desenvolver projetos no campo da mobilidade elétrica e aproximar os membros do mercado de trabalho.

Lucas Amato Garcia, um dos idealizadores do Ohmega, conta que quando chegou na metade da sua graduação sentiu a carência de experiências acadêmicas que dependiam dos estudantes voltadas para sua área de formação. Ele nos conta que durante a pandemia teve a oportunidade na equipe de competição Amperacing da Universidade Federal de Santa Catarina, onde amadureceu a ideia e recebeu apoio ao desenvolver o Ohmega na UFMT. O trabalho busca melhor qualidade de vida e bem-estar,  significando a eletromobilidade menos doenças respiratórias causadas pela poluição

O Ohmega participou da XIII Mostra de Extensão – Ponte para o diálogo e humanidade, realizada pela Pró - Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência  (PROCEV) por meio da Coordenação de Extensão da UFMT, que ocorreu na segunda semana de setembro.  O grupo apresentou para a população  três projetos em formato de banner e um experimento prático elétrico que simula os componentes principais para o funcionamento de um veículo elétrico, ou seja, ‘bateria, inversor e motor elétrico' - Lucas Garcia. 

Projeto faz curso sobre baterias e instrumentos de medição

Um dos projetos é o ‘Curso de Baterias e Instrumentos de Medição - Impulsionando a mobilidade elétrica através de capacitação’, que visa o oferecer capacitação de qualidade para os participantes através de uma didática simples  de maneira que garanta o entendimento de noções básicas do funcionamento das baterias e de instrumentos de medições. O projeto busca empreender a eletromobilidade como  uma alternativa sustentável em conjunto às políticas de descarbonização.

O segundo ‘Protótipo de um veículo elétrico movido a energia solar’, propõe a construção de um protótipo de veículo elétrico movido através de energia solar. O terceiro ‘ Promoção da Mobilidade Elétrica - Um caminhos para  o desenvolvimento sustentável’ , que está em andamento visa a realização de palestras expositivas em escolas de nível médio com objetivo  de inteirar os alunos acerca da tecnologia apresentada. O curso promove a aproximação com a comunidade externa despertando o interesse por parte dos alunos na área.

Atualmente o Ohmega também conta com o projeto que está em andamento: Palestra ‘Introdução à Mobilidade Elétrica’, que é direcionada aos alunos do Ensino Médio em escolas estaduais do município que já atendeu 300 alunos. Lucas diz que considera o projeto em andamento pela oportunidade de apresentar a palestra em outras escolas. “consideramos o projeto ainda ativo pela oportunidade de realizar esta palestra mais uma vez em outras escolas, pois houve uma procura dos responsáveis de outras instituições para que nos apresentássemos novamente”, diz o pesquisador. 

O Grupo também participará da IV Semana de Engenharia Elétrica - UFMT, que acontecerá entre os dias 09 a 11 de novembro e apresentará novamente os três projetos citados acima. Lucas, afirma que “As expectativas são promissoras, visto que não temos nem 4 meses de fundação e já somos o maior grupo de pesquisa e extensão elétrica mesmo sem bolsas para os participantes”.

Apesar de apresentar os mesmos três projetos, Lucas afirma que ainda assim será inovador: ' Basicamente iremos aprofundar um pouco nosso experimento, e levar o que realizamos na Mostra de Extensão para a semana de Engenharia Elétrica também’, diz o pesquisador. Contudo, Lucas revela que o protótipo  de fato está com previsão de conclusão para o meio do ano de 2023. Para maiores informações o Ohmega dispõe da rede social no Instagram.


TAGS:

Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78605-091

(66) 3402-0736

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Residencial Cidade Jardim - Sinop - MT
CEP: 78550-728

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30